Pages

18 de mai de 2017

Cosplayer: Li Ling


Na ChinaJoy 2012 que se realizou na China (óbvio) - China Digital Entertainment Expo & Conference, que teve lugar em Xangai de 26 a 29 de Julho, reunindo 400 empresas da indústria e um afluxo de público superior a 170.000 participantes.
Para entender bem, isso é como a E3, mas chinesa. E em todas essas convenções essa cosplay tornou-se uma marca registrada. Até 2012.
Demorei para encontrar dados sobre ela. Pois o pessoal só quer ver mesmo é o corpo dela... Pelo menos é o que parece.
Esta é a linda Li Ling, ou talvez tenha que chama-la de Wai Wai? Ou Angela Lee?? ... Pelo jeito ela tem muitos nomes. E nem sei qual é o verdadeiro.
Uma coisa é certa, não importa o nome que você encontre ela na internet, é uma mulher muito bonita e extremamente sexy. A grande cosplayer e costureira de cosplays foi banida da ChinaJoy (um evento de jogos para video games e PCs) por usar um vestimentas que foram consideradas muito reveladoras para dizer o mínimo.
Mas pense em uma guria difícil de descobrir sobre a vida dela. Eu encontrei MUITAS FOTOS DELA MESMO. A maioria sem cosplay e quase sem roupa. Também. Mas eu fiz o que pude.
Vamos por partes: a modelo foi "gentilmente" convidada a sair pelas ordens dos organizadores principais no 2o dia da maior feira de games de China. Com o esforço do governo da China em neutralizar o zumbido negativo sobre o esfera social da China e as atitudes mais extremistas, os organizadores de tais convenções tomaram medidas mais estritas para assegurar que tudo ocorresse sem problemas. Claro, ainda haverá emprensas que querem empurrar suas marcas / produtos atraindo os olhos através de vários métodos e Li Ling foi usada para ser um dos bodes expiatórios neste incidente.
"Os organizadores da China Joy disseram que vão punir cinco ou seis agências de modelos por deixar seus modelos violarem o código de vestimenta anual da expo de jogos, disse um membro do comitê organizador do evento.
O fenômeno de modelos escandalosamente vestidos permaneceu um problema teimoso para a principal exposição de videogames da China desde que começou em 2002, disse Yu Kun, vice-secretário-geral do comitê organizador do evento. O problema tem se tornado ainda mais prevalente nos últimos anos, levando os organizadores a recorrerem à regulamentação das roupas dos modelos para controlar a situação."
Fonte: GlobalTimes
China Joy 2012 é uma expo digital de games que começou no ano de 2002. Naquela vez, (2012) havia cerca de 400 empresas de jogos no evento de quatro dias em Xangai, com um recorde de 170.000 visitantes no total.
Li Ling teria seu contrato cancelado pela ZQ Games por ter exagerado na sensualidade. Ela fez uma versão mais sexy para a roupa tradicional de Saori Kido, ou Athena, de Cavaleiros do Zodíaco. Era para divulgar um dos jogos da saga. Os organizadores falaram que um dos maiores problemas nessa roupa foi o shorts da guria... E os seios fartos não contam né? Mas ela depois tirou esse vestuário (que já era quase transparente), para ficar só de calcinha (mente indo a mil). Só que ela virou sensação na internet! Os fãs antigos e recentes, atacaram através da internet a ZQ Games de maneira forte! Só que ela mesmo pediu para pararem, já que não foi a empresa que fez aquilo e sim os organizadores do evento.
Ela desabafou em seu perfil pessoal numa rede social chinesa e disse que ficou muito triste com o ocorrido, pois segundo a mesma, só estava fazendo o seu trabalho. Qual o sentido de contratar uma moça atraente e falar que ela esta sensual demais? Roupa curta demais? Já viram alguns cosplays nos eventos? Sem sentido isso para mim!
E não, não é por ela ser gostosa, se me permitem escrever.
Li Ling não é nova na indústria das modelos e suas fotos estão amplamente disponíveis na internet através de vários álbuns de imagens. Na verdade, há uma série de fotos de sua exibição extremamente sensuais com poses sexys aparecendo com roupas mínimas.
Ela é nascida em Hunan, China em 1990. Hoje em dia participa de mais eventos, anúncios de TV, revistas e toda a sorte que uma cosplayer de talento (ou talentos XP) poderia ter. E seu azar, por ter sido expulsa do China Joy, acabou sendo mais benéfico para ela. Não acham? O maior problema sobre ela é que quase nenhum dado fixo ou verdadeiro sobre Li Ling eu achei. Nem sequer encontrei algo no Facebook, Instagram ou Twitter. Tecnicamente isso aqui esta cheio de referência sobre a garota (mais que na internet). Pois aqui, talvez eu tenha escrito mais que nos sites, onde além das fotos sensuais da garota, só tem uns dados bestas como medidas. Complicado as vezes.
Ela fez algumas sessões de fotos quase nua, aparentemente, mas até onde eu posso dizer que existem apenas versões editadas, e acredite em mim, eu passei por muitos lugares estranhos enquanto procurava. Basta dizer, qualquer um que encontra as versões não editadas terá sempre a moça perto do seu coração. Ou outro lugar.
Estatísticas
Outro Nome (s): Li Ling 李玲, Wai Wai 歪歪, Angela Lee, Ya Dian Na 雅典娜, Angel
Origem: Changsha, China
Nascimento: 29 de março de 1990
Altura: 160cm
Peso: 48kg
Medições: 33-24-35
"Sinto que a modelo Li Ling, que fez o infame cosplay de Athena que todos viram foi simplesmente um bode expiatório de uma grande gafe cometida pela empresa, por que se não fosse de acordo da própria empresa, ela sequer apareceria em público com aquela roupa."

http://www.otometeatime.com.br/2012/12/critica-vale-tudo-no-cosplay.html










Animes com temática de rock!

Os animes tem muitas vezes trilhas sonoras inspiradas em j-rock. Alguns com aberturas como das bandas L'arc~en~Ciel ou Porno Graffitti. Contudo, muitas bandas surgem com um som no próprio anime. E então, vamos falar dos animes em que o foco é a banda. De forma mais séria e matura, medida do possível.
Como falei, aqui só vão entrar os animes que mesmo, falando sobre outras coisas como romance ou ideais... Foca em bandas MESMO. Por isso não entra aqui Macross ou outros animes que nem sempre existe parte musical, como Sket Dance.
K-On fala sobre a rotina de quatro garotas colegiais que formam uma banda na escola. A protagonista é uma garota chamada Yui Hirasawa, que não sabe nada de música. Mas entre nesse grupo pois gosta do que escuta das garotas. E as outras se unem para manter o clube, formando uma banda. E a garota curtiu tocar guitarra, assim formando a Hokago Tea Time. 
Já Beck é tão ou mais profundo que K-On. Nele Yukio "Koyuki" Tanaka, tem sua vida virada de cabeça para baixo ao conhecer um guitarrista. Ryuzuke faz um show e isso, faz o garoto se inspirar com guitarra. Ele entra na banda de Ryzuke como guitarrista rítmico.
Só para ter uma ideia, a Fender oficializou alguns dos modelos das guitarras que aparecem no mangá/anime.
Lembrando que os personagens que foram criados para essa obra são inspirados na banda Red Hot Chilli Peppers. Santa Referência Batman!
Nana tem como uma de suas protagonistas, Nana Oosaki. Uma vocalista de punk rock, com sua banda Black Stones. Ela participa dela com seus amigos e seu namorado Ren, mas esse último recebe a proposta de ser o guitarrista de uma banda famosa. A Trapnest.
Isso faz com que Nana vá para Tóquio correr atrás da própria fama. Usando a Black Stones para alcançar seus sonhos.
Pegando Gravitation, nós temos Shuichi Shindo. Ele quer seguir os passos de seu ídolo e montar sua própria banda. Formando a banda Bad Luck. Só que ele não consegue inspiração para compor suas letras, sendo que agora ele tem uma gravadora que o patrocina. 
Por coincidência, ele conhece o famoso escritor Yuuki. E a partir desse momento a Bad Luck melhora sua situação como banda. Sem contar um romance entre Yuuki e Shuichi que surge...


Alguns cosplayers brasileiros


Danielle Vedovelli: Já falei dela no blog, mas é bom ressaltar mais uma vez.
Essa cosplayer talentosa mora em Capão da Canoa/RS e pratica taekwondo. E ao que parece treina muito bem. Não só pelos cosplays que faz mas pelas fotos no Facebook e Instagram. Só para os marmanjos babando nela, ela mora com seu noivo. 
Ela começou, a relativamente, pouco tempo no mundo dos eventos. Sua principal, e mais conhecida customização, é a Tifa Lockheart. Em diversos estilos.
A própria Danielle Vedovelli produz suas roupas. Por incrível que pareça ela não sofre muito assédio, mesmo sendo extremamente bonita. Isso mostra como o pessoal dentro de lugares assim respeita as pessoas que fazem cosplay. 
Ela visa o divertimento acima de tudo. E tem páginas em especial no Facebook e no Deviantart.

Shermie: Gabriela Almeida, natural de Brasília usa esse nome por conta de seu primeiro cosplay. A Shermie de The King of Fighters, do time New Faces. E muitos começaram a chama-la por esse nome em eventos ou até mesmo conhecidos na area de animes/mangás/cosplays. 

Verth: Mais um cosplayer que apareceu enquanto caçava cosplays no Instagram. Nesse caso, homens que fazem essa fina arte. Colecionador de brinquedos, toca guitarra, fã de metal, gosta de airsoft, cosplayers (em especial do Deadpool, e garoto fitness. Seu nome é Flávio Páscoa Gadelha. 

Yuki LeFay: É cosplayer desde 2000, já venceu diversos concursos por todo o país e participou como convidada de vários eventos pelo mundo. Yuki já interpretou mais de 80 personagens de games, animes, quadrinhos e filmes.
Em 2007, venceu a etapa brasileira do World Cosplay Summit, e representou o Brasil no maior concurso de cosplays do mundo.
Esteve em todas as edições da turnê brasileira do espetáculo internacional Video Games Live, que reúne música sinfônica e temas de videogames em um show multimídia, realizando performances no palco e apresentando o concurso de cosplay. 
Participou como convidada do desfile de uma Escola de Samba do Rio de Janeiro que homenageava a cultura japonesa. Fez parte da produção de um documentário para cinema sobre cultura pop japonesa no Brasil. Foi também uma das cosplayers convidadas a fazer parte do calendário beneficente Cosplay for a Cause 2012, que arrecadou fundos em prol das vítimas dos terremotos que ocorreram em março de 2011 no Japão.
Seus cosplays são sempre destaque em publicações no exterior e recentemente alguns de seus cosplays de personagens de HQs também foram inspiração para dois ilustradores em uma coleção de cards colecionáveis lançada pela Marvel!
Ela é frequentemente requisitada como convidada especial e juíza de concursos de cosplay em eventos por todo o Brasil e também em vários países no exterior. 
Yuki foi juíza da seletiva mexicana do World Cosplay Summit em 2010, e também da final do EuroCosplay, o maior concurso de cosplay da Europa em 2011, realizado dentro da London Comic Con.

Massacre no Bairro Chinês: um filme sobre imigrantes no Japão


Jackie Chan é conhecido por fazer filmes em que sua participação é sempre como um artista marcial. Contudo, ele não é só um lutador. Mas também é um ótimo ator.
O filme foi censurado na China por conta de sua violência. Seu orçamento foi de 25 milhões de US$.
Norte da China. Steelhead (Jackie Chan) é um pobre mecânico de tratores que sente falta de sua namorada, Xiu Xiu (Jinglei Xu), que foi visitar familiares no Japão. Quando deixa de receber notícias dela, Steelhead resolve ir a Tóquio em sua busca. Ele entra ilegalmente no Japão e, logo após chegar, perde seus documentos chineses. Com isso fica impossibilitado de retornar à sua terra natal. Após um incidente com seu primo Jie (Daniel Wu) e uma gangue de Taiwan, Steelhead salva a vida de Toshinari Eguchi (Masaya Katô), um poderoso chefe da Yakuza. Como retribuição, ele oferece a Steelhead uma parte do território até então dominado pela gangue de Taiwan, o que faz com que se torne o chefe dos imigrantes ilegais.
Uma história de drama, suspense e crime. Dirigida por Tung-Shing Yee.

Os finais de tokusatsus que não vimos no Brasil


Defensores da Luz Maskman: No final da série, Zeba ergue seu castelo rumo à superfície e espalha partículas das trevas que tapa a luz do sol. Ele finalmente mostra sua real forma – o filho do lendário Issaldogla, e não o próprio como se imaginava – e enfrenta o robô de brinquedo da equipe . Para vencer, os heróis contaram com a ajuda de uma resignada Igan e da Princesa Ian (que passou a série toda num esquife de gelo, que juntas fizeram desaparecer as partículas das trevas.
Depois de tudo terminado, Igan se isola no túnel infinito para pagar por seus pecados, por ter ajudado Zeba. Um  final bem simples para um sentai se me permitem falar.

Black Kamen Rider: No final da série, Isamu Minami vai atrás de Nobuhiko e tentar derrotar os Gorgons de uma vez. Contudo, ele encontra com Shadow Moon e mais um combate se desenrola. O vilão tenta dominar a moto de Black, (Battle Hopper) mas não consegue isso por muito tempo. Pois Kamen Rider usa sua King Stone (seu cinturão) para libertar a motoca. Ela ataca o inimigo, mas é destruída. Antes disso, Kamen Rider derrota um monstro perigoso do império inimigo.
Então, em seguida, Isamu entra na base de Gorgon. A batalha final entre Black e Shadow começa. O herói esta com o sabre que pertencia ao seu irmão. O problema é que Moon esta fraco pelos combates anteriores. E perde.
Depois disso, Kamen Rider encontra o Rei Criador, (Grande Rei). Ele tenta o herói, mas em seguida, o herói mata o vilão. E Isamu passa a viajar pelo Japão, tentando encontrar seu lugar no mundo

17 de mai de 2017

Curiosidades sobre One Piece


One Piece talvez seja um dos animes mais longos do mundo! Sério que ele ainda não é o maior. Procure e vai ver coisas maiores, mas esta chegando lá. Porém, ainda é um dos animes mais assistidos dos últimos tempos. Combinando ação e humor (muito mais o segundo) de forma muito bem colocada! Pouco a pouco somos apresentados a pirataria, ao Exército Revolucionário e a Marinha desse mundo.
A obra de Eichiro Oda iniciou-se em 1997. O cara foi assistente de Nobuhiro Watsuki, criador de Rurouni Kenshin. O próprio Watsuki, homenageou o antigo colega em sua obra durante o arco de Enishi Yukishiro. Seu grande personagem é considerado o mais admirado entre os leitores da Shonen Jump, onde ela surgiu. Mesmo ainda não sendo a publicação mais longa do mundo, a obra é a mais publicada no mundo. Vendendo 320.866 cópias dos 78 volumes já publicados, no Japão, pelo menos até a época em que bateu o record no Guiness.
Luffy é viciado por carne. Nem se importa de onde vem muitas vezes. O nome do personagem principal é Monkey D. LUFFY. Muitas pessoas pensam que é Ruffy, mas lembrem-se que no Japão, a pronúncia do L é bem mais difícil. Desde uma determinada luta, ele retira seu chapéu antes das lutas para que ele não estrague. Além de se esticar, ele consegue ser resistente a eletricidade, visto que a borracha não a conduz. Seu nome significa "testa da vela" em termos marítimos. Ele é sempre bondoso, nunca matando nenhum inimigo, não importando quão cruel ele seja. Aliás, ele não usa balões de pensamento, já que nunca esconde o que pensa (se é que pensa). E se existisse no mundo real, ele seria brasileiro!
Usopp é seu melhor amigo, junto com Chopper. Visto que os três são grandes sonhadores. Além disso, o capitão e o narigudo tem a mesma idade. Ainda sobre o mentiroso temos que a data do aniversário dele é 1 de Abril, o dia da mentira. Ele é o mais humano entre os membros da tripulação, em todos os sentidos. E sua mais clara inspiração é o conto de Pinocchio.
Chopper é o membro da tripulação mais pequeno e mais alto ao mesmo tempo.
Zoro vem claramente do personagem clássico Zorro, que era um grande espadachim. Assim como Roronoa provêm de um pirata francês famoso. 
Nos Estados Unidos trocaram o cigarro de Sanji por um pirulito. Tudo isso, pois ele na verdade é um menor de idade. Isso sem cortar os altos cortes na história. Isso foi culpa da 4K!ds Entertainment, chata como de costume. Para se der ideia, alguns personagens se tornaram brancos do nada!
Hook talvez seja o personagem mais velho da embarcação. Não só por ser um morto-vivo, mas também por sua idade enquanto estava vivo. Ele parece ser uma combinação de Slash, Ozzy Osbourne e roupas antigas inglesas, com flores.
Pouca gente sabe, mas Luffy tem aquela cicatriz no rosto devido a querer demonstrar sua coragem ao bando de Shanks. Muita gente nem sabe disso!
Os três generais da Marinha, Kizaru, Akainu e Aokiji tem nomes inspirados em uma lenda japonesa. Se refere a lenda de Momotaro, herói da antiquidade que era seguido por um macaco, cão e faisão, respectivamente. Além disso, o aspecto de cada um é baseado em atores e diretores japoneses.
Impel Down, a prisão máxima da Marinha, foi inspirada no Inferno de Dante Alighieri, em A Divina Comédia.
Ironicamente, nenhum dos membros da tripulação principal usa o famoso tapa-olho característico das histórias de pirataria.
O poder de Gear Second é comparado a estereoides. O próprio Oda já disse isso, já que reduz a expectativa de vida de seu usuário.
Existem muitas especulações sobre como o Barba Negra conseguiu comer duas Akumas no Mi (frutas do diabo). Mas até hoje, só ele fez esse feito. 
Panda Man é um personagem que é bem utilizado por Oda, como um verdadeiro easter egg ambulante. Ele aparece em várias situações durante a série, sem que a gente note. Procura para ver! Falando em animais, mesmo não sendo muitas vezes inspirados em seres marinhos, muitos personagens são inspirados em animais. Desde o nome até o estilo de vestir (ex: Crocodile e Don Flamingo). É óbvio isso, mas muitos nomes de personagens são baseados em piratas, corsários, marinheiros famosos, lendas e histórias clássicas sobre isso. 
Os personagens de One Piece já participaram de diversos crossovers. Entre eles temos Cross Epoch, onde eles se reúnem com personagens de Dragon Ball! Além de uma animação especial em que reúnem One Piece, Dragon Ball e Toriko.
As ilhas de Grande Linha são divididas em quatro tipos, e quase sempre baseadas nas estações do ano. E cada uma dessas estações tem "sub-estações" do ano. O que concede cerca de dezesseis estações!
Entre as vozes dos personagens principais Sabo, "irmão" de Luffy, é a mesma de Uzumaki Naruto.
Muitas pessoas pensam que One Piece não terá final... Mas ele tem! Segundo Oda ele já o escreveu desde o começo da obra. Ele queria terminar tudo em cinco anos de duração dela. Só que agora, ela só vai acabar quando completar vinte anos.
Para aqueles que não sabem Luffy é filho do revolucionário Monkey D. Dragon.
Monkey D. Ruffy tem como cor principal o vermelho, sua comida favorita é a carne, além de ter como base "geográfica" usada por Oda foi o Brasil. Usopp tem a mesma idade de Ruffy e é considerado por ele, seu melhor amigo. E graças a akuma no mi que comeu quando criança ser a que lhe concede um corpo de borracha, ele é resistente a eletricidade. Ele também não possui balões de pensamento. Pois nunca esconde o que pensa. Além do mais, ele não é muito de pensar muito. Ou de pensar.
A franja de Sanji, além de esconder um dos maiores segredos do mangá (que foi desvendado recentemente), tem outro detalhe. A sobrancelha simboliza o "O" de Eichiro Oda. Pelo menos o modo como ele o escreve. O cara fuma desde os seus dez anos de idade! 
Zoro consegue falar, mesmo com uma espada em sua boca. Pois sua voz vem do coração. 
Ironicamente, o aniversário de Usopp faz aniversário em primeiro de abril. O dia da mentira! E ele sempre será balanceado para ser o membro mais fraco da tripulação. Isso pois sempre quis alguém que fosse mais próximo do nível de força normal, humano. Algo mais próximo do leitor. E com a aparição de Sogeking, a popularidade do personagem aumentou demais!
Chopper, Nami e Usopp formam a parte mais medrosa do bando. Isso é bem visível quando eles conhecem Hook, por exemplo. Em especial, no caso de Nami daquela vez. 
Entre alguns dos maiores mistérios estão:
-Quando e onde serão usadas as Antigas Armas Ancestrais? Duas delas já tiveram seu paradeiro resolvido no mangá. Mas são ela Pluton, Poseidon e Uranus. Quem dominar as três... Poderá conquistar tudo! Ou destruir TUDO!
-Quem é a mãe do Ruffy? Certa vez foi dito que ela era uma pirata muito poderosa e muito feia. Palavras do próprio Oda. Mas sabemos que ela é uma pirata. Já temos consciência do pai que é o Dragon. 
-Quando o Dragon vai agir? Ele é líder do Exército revolucionário. De certo modo, tão perigoso quanto Shanks (não dá para der noção, mas ele fica bem mais nas sombras que o Ruivo, por exemplo que agiu na guerra de Marineford). É só dito que ele esta esperando o momento certo para atacar e mudar tudo. Até onde se sabe também, o seu exército é extremamente poderoso  pelo pouco que é citado na saga.
-Qual o mistério por trás de Kaidou? É dito muita coisa sobre ele. Mas mais exatamente sobre o quão perigoso ele é não é falado!
-O que envolve tanto Lafitel? Somente Gol D. Roger voltou de lá. Por ser muito poderoso ou muito esperto? Ou talvez, algo a ver com o D. em seu nome? É lá que esta enterrado o One Piece. E por que forças como a da Marinha não conseguiu alcançar lá? Mesmo Barba Branca se negou a saber como chegar lá. Assim como se negou a saber o significado de D. Ou ele sabe???
Além disso, os personagens que vemos em boa parte do mangá/anime não seguem os padrões de piratas clássicos. Tais como tapa-olhos ou pernas de pau. Até aparecem, mas são poucos. De qualquer forma Oda falou que no final vamos ter um assim. 
One Piece já participou de diversos crossovers. Como Dragon Ball, Toriko, Naruto e Bleach. Tanto em games quanto em animes e mangás. Mas anos depois o personagem surgiu em outras obras e no próprio mundo de Ruffy, muitas vezes como um easter-egg. 
O personagem Pandaman foi criado por Oda quando ele era apenas uma criança para um concurso. 
Vários personagens da obra são baseadas em outras (fictícias ou não). Por exemplo, Nico Robin é baseada em Mia Wallace do filme Pulp Fiction. Marshal D. Teach também é inspirado no pirata Barba Negra de verdade. A capitã Hina é inspirada na atriz Angelina Jolie. Ryoko Hirossue é a inspiração para Nami, importante atriz japonesa que fez o filme A Partida (ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro). Entre outros temos também personagens inspirados em Eminem.
Não só pessoas que são inspirados em algo da vida de Eichiro Oda, como por exemplo o restaurante Baratie. Que foi um lugar onde Oda trabalhou. 
O final de One Piece esta pronto desde o começo dela. Todos os editores que trabalharam com essa obra, já sabem esse encerramento. 
As akuma no mi, ou frutas do diabo em uma tradução mais literal, são frutos que concedem habilidades especiais diferente para quem as come. Porém, impede que o sujeito nade na água do mar. Por isso a Marinha usa armas, algemas e até celas de kairouseki, material que mantêm a energia do oceano. Enfraquecendo usuários desses itens. Além disso, não podendo de desfazer desse poder a não ser com sua morte. Até mesmo itens podem ter o poder de uma dessas frutas, como uma espada-elefante (eu já não falo mais nada...). Elas são divididas em três partes: logia, paramecia e zoan
Paramecia é o mais comum dos tipos de fruta. Normalmente, com elas, o usuário muda a estrutura de seu corpo. Ou criar algo a partir do poder dela. Entre os usuários mais conhecidos delas foram Ruffy, Barba Branca, Nico Robin e Barba Negra.
Zoan é um tipo mais incomum e podemos chama-la de fruta da metamorfose, sendo que ela consiste nisso: transformar seu corpo. Porém, seu usuário pode se transformar totalmente, ou parcialmente. Obtendo a habilidade e poderes ao qual o animal que se baseia. Seu combate corpo-a-corpo é mais perigoso. Usuários são Chopper e Marco, membro da tripulação do Barba Branca.
Logia já é conhecida pelo poder de seus elementos. Um poder relativo a um tipo energia. E com isso, seu corpo tem a estrutura muda para esse tipo de força. São fortes naturalmente, já que ataques comuns não lhe afetam. Só através de uma akuma no mi oposta, ou com haki, é possível atingir um usuário dessa fruta. Ela ainda pode ser subdividida em outros dois tipos: as que concedem forma matéria física (como a de Crocodile, com sua areia) e energia pura ( como a de Enel com a eletricidade ou a mera mera no mi, do fogo...).
Haki é uma forma de poder. Assim como em outros desenhos. Todos podem usa-los. Com exceção de um só. Assim como as frutas do diabo pode ser dividido em três tipos. O primeiro tipo é o haki da observação (kenbushoku), ele consiste em sentir coisas ou pessoas. 
Tecnicamente falando, ele também pode prever movimentos, preparando esquivas ou ataques. O segundo tipo é o haki da armadura ou fortificação (busoshoko), com o qual o usuário enrijece sua pele ou item (quase sempre arma) com uma barreira de tom enegrecido. Usado quase sempre para lutas, inclusive contra aqueles que comeram uma akuma no mi do tipo logia. Haki do conquistador ou do rei (haoshoku), é o tipo mais raro de se encontrar. Afetando um em um milhão de pessoas. E esse não pode ser treinado, e sim só herdado. Um dos fatores é que um usuário desse haki pode afetar várias pessoas ao mesmo tempo só com uma tremenda aura de poder. Fazendo os próximos é perder a consciência. E até mesmo quebrando ou rachando estruturas.
O significado de haki é ambição. Algumas pessoas chamavam isso de mantra.
Os Shichibukais são um grupo... E não o são ao mesmo tempo. Eles formam um grupo de sete poderosos piratas que se aliaram ao governo mundial. Em troca de não serem caçados pelo governo mundial, nem por caçadores de recompensa, eles devem pagar um décimo de seus tesouros. E só podem atacar outros piratas ou fazer serviço para o governo. Ainda assim, eles não demonstram nenhuma forma de respeito a essas regras, no máximo, com uma ou outra forma de manter essa regras em dia. Quase nunca respeitando essas leis.
A maior força política dentro desse universo é o Governo Mundial. Tecnicamente, seus líderes governam o mundo. Mas coloca umas grandes aspas ai. E eles controlam assim uma força militar que é a Marinha. Sem contar com outros grupos por de trás dos panos como os Shichibukais e a Cipher Pol. Quem controla tudo é um conselho chamado de Gorousei. Em seguida vem comandante-chefe, com um pouco menos de poder político. Depois vemos o almirante da frota, um dos maiores postos dentro da Marinha. Abaixo disso estão os almirantes, em três partes. E os vice-almirantes.
Entre os outros cargos temos:

Brigadeiro-geral;
Coronel;
Tenente-Coronel;
Tenente-Comandante;
Capitão;
Tenente;
Segundo Tenente;
Terceiro Tenente;
Subtenente;
Sargento-Major;
Sargento;
Soldado de Primeira Classe;
Soldado Aprendiz;
Soldado Recruta;
Inspetor Geral;
Instrutor.

Com exceção dos grandes piratas no mundo de One Piece, todos os outros lugares desse mundo são controlados pelo Governo Mundial. Ele é uma organização política por mais de 170 países, e liderada pelos Cinco Anciões (ou Gorousei, título original em japonês). Para lidar com tamanho desafio, eles contam com o auxílio de três grandes forças (Marinha, Shichibukai e Cipher Pol).
Vejamos esse três:
Marinha: sempre aparecendo escrito em roupas de alguns homens, como Marine em inglês. Esta força militar é responsável pela segurança internacional, dentro e fora dos oceanos. Presente em todos os mares civilizados, sua função é fazer as leis serem aplicada. Tudo de acordo com as ordens do Governo Mundial, por mais questionáveis que pareçam.
Shichibukai: é sempre formada por sete poderosos piratas que trabalham para o Governo Mundial, como corsários, caçando outros piratas e conquistando ilhas em troca da anistia de seus crimes. Mesmo servindo ao Governo Mundial, algumas deles não respeitam essa ordem, nem a Marinha. Caso de Doflamingo. E de Boa Hancock depois que se apaixona por Monkey D. Luffy.
Cipher Pol: o poder do Governo Mundial conta também com o apoio de várias organizações espalhadas pelos quatro cantos do mundo. Sua finalidade é encontrar possíveis ameaças políticas como piratas ou os revolucionários liderado por Dragon.  A Cipher Pol complementa os serviços da Marinha com teor de espionagem ou extermínio.
Não ligado a nenhum desses grupos temos a Yonkou, grupo dos quatro mais importantes capitães piratas do mundo. Eles são tão poderoso que exercem influência sobre varias ilhas e tripulações piratas. Também chamados de Quatro Imperadores, não são aliados, nem inimigos entre si. Cada um vive em uma parte do Novo Mundo e controla sua porção territorial.


Stitch! O anime SÓ do Stitch


Stitch! é uma série criada pelos estúdios de Walt Disney do Japão na versão anime. Sendo um spin-off, de Lilo & Stitch: The Series, a série passa-se no futuro (cerca de 10 anos mais tarde). No lugar de Lilo, tem uma garota chamada Yuna, e o enredo se passa no futuro, ao longo da costa da ilha japonesa de Okinawa.
Apesar desta série não ser considerada canônica na franquia "Lilo e Stitch", existe uma explicação para a personagem não estar como protagonista ou mesmo não ter sido mencionada até o episódio "Lilo", da terceira temporada do anime, onde mostra que a garota se separou do bichinho após ir para a faculdade, e Stitch precisou ir para uma missão da Aliança Galáctica. Quatro anos depois, Stitch volta à praia onde marcaram de se rever mas não encontra Lilo. Eles nunca mais se veem desde então. Um bom tempo depois, Stitch encontra Ani, filha de Lilo, que no começo pensa ser a própria Lilo. Ani tenta falar para a mãe que encontrou Stitch, mas ela não acredita. Antes delas irem embora, Stitch chega ao aeroporto e vê Lilo uma última vez. Ele pergunta o motivo dela não ter ido ao seu encontro na praia, e ela explica que na época Nani estava tendo um bebê e ela não poderia deixá-la. Assim que pôde, Lilo foi até o lugar marcado, mas ele já tinha indo embora. No reencontro da "ohana", Lilo promete um dia voltar para visitá-lo, e... vai embora.

O início dos mangás


Muitos nem devem imaginar como surgiram os mangás. Porém, assim como os quadrinhos, sua origem se deve a algo bem mais simples. E mais artístico. 
Os primeiros gêneros de registros com formas desenhadas criando histórias eram os "emakimonos". Pergaminhos com papel de arroz, em longos rolos. Normalmente retratavam animais antropomorfizados, representando o comportamento de classes sociais da época.
Na Era Edo, graças à intervenção do xogunato, houve um grande investimento na área artística. Entre uma das principais formas de expressão desse tipo foi o ukiyo-ê. Pinturas que utilizam uma espécie de criação parecida com a xilogravura. Seus temas eram dos mais diversos tipos em que retratavam os dias dos japoneses, a vida boemia, as gueixas, os bordéis, performances e lendas antigas, entre outras coisas. Alguns deles possuíam diálogos, que seria um modo antigo de como seriam as "caixas de diálogos" das HQs. 
Katsushika Hokusai, artista da época famoso por obras como Kanagawa Oki Nami Ura (A Grande Onda de Kanagawa), foi o primeiro a usar o termo "mangá", que significa "rascunhos livres e inconscientes", para nomear seus desenhos de personagens caricaturados. Esses desenhos, em sua maioria, retratavam de forma bem-humorada a vida social no Período Edo. Muitos destes desenhos foram reunidos e compilados no que foi denominado Hokusai Manga, um de seus principais trabalhos.  
Em 1853, com a chegada do almirante Mathew Perry ao Japão, e a abertura dos portos do país, houve uma grande entrada de material estrangeiro. Incluindo aqueles mais gráficos e artísticos. Isso demonstra o fim da Era Edo e o começo da Era Meiji.
Os mangás, como nós conhecemos mesmo - mas ainda mais em um estilo mais satírico - viria em 1862. Com o inglês Charles Wirgman, artista, ilustrador e cartunista, lançou a revista Japan Punch, que geralmente satirizava as figuras públicas, criando um novo gênero de humor na época. Lembrando muito algumas tiras de jornais americanas.
Pouco a pouco, dentro do Japão, parte por influência das obras americanas e inglesas, os mangás foram tomando formas. Inclusive as editoras como DC e Marvel, até mesmo a Disney.

Masaaki Hatsumi: o pai do Jiraya era um ninja MESMO!

Você pode saber sobre diversas coisas de Jiraya. Como por exemplo, o nome do tokusatsu é baseado em uma lenda real do Japão, que inspirou outro personagem famoso de animes (o Jiraya de Naruto, é muito mais ligado a lenda original, por incrível que pareça). O que poucos sabem é do passado do líder dos Tokaguri. 
Para começar, o personagem principal é um tokusatsu dos metal heros (como Jaspion, Spielvan, Jiban, entre outros), com um diferencial ligado aos ninjas. E o pai adotivo de Toha, ou melhor, o ator que o faz é um ninja de verdade!
O nome dele é Dr. Masaaki Hatsumi. Médico Ortopedista e mestre na arte do Koppojutsu, a arte científica guerreira de quebrar ossos e de atacar em pontos sensíveis do ser humano.
Dr. Masaaki Hatsumi nasceu na cidade de Noda, na província de Chiba, em 2 de dezembro de 1931. Ele graduou-se na Universidade Meiji, de Tóquio, hoje ele é o diretor de sua própria clínica na cidade de Noda, sendo considerado um dos maiores traumatologistas do Japão. Amante da arte também inspira-se à pintar verdadeiras obras com quadros expostos em todo o mundo. Masaaki Hatsumi recebeu de seu mestre a autoridade e a posição de herdeiro sucessor em linha direta dos mestres e discípulos, remontados há sete séculos atrás vindo a tornar-se o Grande Mestre das nove tradições marciais japonesa. São elas:
34º Soke da Togakure Ryu Ninjutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Daisuke Nishina por volta de 1100.
28º Soke da Gyokko Ryu Koshijutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Tozawa Hakkunsai por volta de 1100.
26º Soke da Shinden Fudo Ryu Dakentaijutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Izumo Kanja Yoshiteru por volta de 1100.
26º Soke da Kukishinden Ryu Taijutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Izumo Kanja Yoshiteru por volta de 1300.
21º Soke da Gyokushin Ryu Ninjutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Sasaki Goemon Teroyoshi por volta de 1500.
18º Soke da Koto Ryu Koppojutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Sakagami Taro Kunishige por volta de 1500.
17º Soke da Takagi Yoshin Ryu Jutaijutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Takagi Oriuemon Shigenobu por volta de 1500.
15º Soke da Gikan Ryu Koppojutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Uryu Hangan Gikanbo por volta de 1500.
14º Soke da Kumogakure Ryu Ninjutsu Happo Hikenjutsu.
Fundada por Heinaizaemon Ienaga Iga por volta de 1500.
Hatsumi Sensei criou um sistema único de treinamento englobando as nove escolas herdadas de seu mestre, no início denominado-o Ninpo Tai Jutsu e em seguida viria a abrir as portas da filosofia Ninpo aos primeiros alunos ocidentais, sendo assim, mudaria de Ninpo Tai Jutsu para Budo Tai Jutsu. Foi fundando a partir de 1972 a então conhecida: Bujinkan Budo Tai Jutsu. O termo Bujinkan significa: “A Morada do Guerreiro Divino” assim como “A Casa do Deus Guerreiro”, lembrando que este termo foi uma criação de Sensei Hatsumi em homenagem a seu mestre Toshitsugu Takamatsu.
Esta vivo até hoje!

Todos os dados aqui mostrados foram obtidos do site Bujinkan Shisei Dojo